“Após a retomada do Talibã, imagens de eventos impressionantes como o desespero dos afegãos em fuga, agarrados aos aviões que levantavam voo, e os vinte anos do 11 de Setembro, a pauta esfriou?”. Essa é a pergunta da colunista do Nós, mulheres da periferia, Sâmia Teixeira.

Em seu artigo, publicado em setembro deste ano, a jornalista faz uma análise da cobertura da imprensa sobre a retomada do grupo extremista Talibã no Afeganistão. “A pauta rendeu muitas manchetes, capas de jornais e portais de notícias nas últimas semanas. Mas essa é apenas a superfície de problemas muito profundos”, escreveu.

Neste episódio, a jornalista Semayat Oliveira convidou Sâmia para uma análise do tema, com foco na condição das mulheres, a partir de entrevistas com ativistas da região. A conversa busca responder a seguinte questão: “Quem atinge e a quem abandonamos quando a notícia morre?”.

Ouça agora: