Neste sábado (3/10), a zona leste recebe artistas da cena de Rap, Reggae e Samba-Rock para um show com o objetivo de denunciar as chacinas nas periferias de São Paulo. A atividade será na Cidade Tiradentes, no Campão,  a partir das 14h.

Mães de Maio protestam na Sé Crédito: Rafael Bonifácio

Ato do movimento Mães de Maio na Sé em maio de 2015|
Crédito: Rafael Bonifácio


O movimento Mães de Maio, além de familiares de vítimas das chacinas de Mogi das Cruzes, Osasco, Barueri e Carapicuíba serão homenageadas. Mães que perderam seus filhos mortos por serem suspeitos, cujos crimes até hoje seguem sem solução por parte do estado.
O manifesto do coletivo Nós, mulheres da periferia alerta para essa triste realidade: “Somos quem chora quando nossos filhos são mortos por serem suspeitos. Somos mães de maio, de junho, setembro…”, por isso o coletivo apoia a ação e convida a todos a participarem também.
A atividade compõe a “Semana Nenhum/a a Menos”, que denuncia a violência do Estado nas periferias, e é organizada pelo movimento MH2O Hip-Hop  e Hip Hop Club.
Para quem gosta de Hip-Hop, as atrações estão imperdíveis. As minas do grupo de Rap As Trinca e a rapper Tati Botelho têm presença confirmada.
Também participam Doctors Mcs (Cidade Tiradentes), Filosofia De Rua, Apocalipse Urbano, Comando DMC, e muito mais.
Os organizadores do evento pedem para que as pessoas que forem ao show levem um 1 kg de alimento não perecível que será doado às famílias vítimas das chacinas em São Paulo.
Confirme presença no evento e curta esse show de resistência e de conscientização.