Até o dia 28 de março, o Sesc Santana recebe o projeto “De|generadas”, que discute o feminismo em suas diversas vertentes, por meio de ciclos de conversas, mostra de performances, apresentações de dança, cinema e uma feira de produtos. Tudo com entrada gratuita.

Cantagalo, Rio de Janeiro  | Crédito: JCMello / Flickr

Cantagalo, Rio de Janeiro | Crédito: JCMello / Flickr


A proposta engloba diversas áreas e linguagens e busca oferecer ao público um mosaico abrangente da práticas que atravessam o ativismo feminista, concebendo a revolucionária ideia de que a mulher pertence a si mesma, a seu próprio corpo e seus pensamentos.
O Nós, mulheres da periferia vai compor a mesa Desvelando Identidades – Mulheres Negras no dia 19 de março. O bate-papo vai tratar da representação da mulher negra na mídia e nas artes.
A palavra degenerada possui em seu significado a essência do projeto que nomeia: as características das mulheres exigidas pela sociedade que foram modificadas – degeneradas – por aquelas que acreditam serem donas de si. Se apenas de nossa insubordinação virá a liberdade, então somos corrompidas, somos subversivas, somos degeneradas.
A programação é extensa. Clique aqui para escolher o que conferir.