Amanhã, 25 de julho, é Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha. No Brasil, a data é uma homenagem à Tereza de Benguela, que no século XVIII chefiou em Mato Grosso do Sul o Quilombo do Piolho, um dos mais importantes da história.
Para este dia, das 10h às 18h, o Centro Cultural da Juventude (CCJ) preparou dois dias com diversas atividades no “Salve Tereza de Benguela!”, com rodas de conversas, oficinas, sarau, Bloco Afro Ilú Obá de Min, além da Feira de Afroempreendedores e um show de encerramento com Tássia Reis.

Tereza de Benguela, que no século XVIII chefiou em Mato Grosso do Sul o Quilombo do Piolho

Tereza de Benguela, que no século XVIII chefiou em Mato Grosso do Sul o Quilombo do Piolho


Leia Mais: Dia da mulher negra: por que 25 de julho? 
Confira a programação:
Dia 25/07, sábado
10h | Aula Aberta de Dança Africana
13h | Oficina de Tranças – Manifesto Crespo
14h | Roda de Conversa: Mulheres negras nas universidades:
Desafios e Perspectivas
15h30 | Oficina de Culinária Afro Brasileira
18h | Bloco Afro Ilú Obá de Min
Dia 26/07, domingo
10h30 | Oficina de Yoga Kemetica: Saberes Ancestrais
13h | Makeup para Pele Negra, Oficina de Auto Maquiagem
15h | Roda de Conversa: A Saúde da Mulher Negra
16h30 | Sarau Negras Palavras Negras
18h | Show Tássia Reis
O CCJ fica na Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, na Vila Nova Cachoeirinha. A programação completa pode ser conferida aqui.