Neste sábado, dia 25 de julho, é comemorado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana. Desde o início da semana, eventos lembram a data comemorativa com arte, cultura e debates que traduzem e/ou fortalecem as lutas diárias travadas por Nós ao redor do mundo.
O Centro Cultural da Penha, localizado na zona leste, receberá a Ocupação Preta, uma iniciativa de produtoras culturais negras que tem o objetivo de estimular a apropriação do espaço público e da programação cultural da cidade com atividades que pautem a questão étnico-racial e valorize as artistas negras.
Nesta programação, Flavia Rios, doutora em Ciências Sociais, e Clélia Rosane Prestes, doutora e mestre em Psicologia Social, participarão de uma roda de conversa sobre AFETIVIDADE. A mediação será de Ana Caroline, socióloga e uma das organizadoras da ‘Terça Afro’, projeto realizado no Centro Cultural da Juventude, zona norte, que propõe um mergulho no universo das tradições culturais afro-brasileiras.
 
Ocupação Preta
E no campo da fortificação da identidade da mulher negra, haverá o Encontro das Crespas e Cacheadas, com oficina de turbantes, cabelo e maquiagem com a idealizadora deste movimento, Márcia Turbanista. Vai ter desfile no final!
Na música, Dory de Oliveira, militante do Rap Feminino que já gravou participações com os grupos e artistas de destaque no cenário nacional, faz um som com “Penharol Rap a Dub”. E Tássia Reis, que em 2013 deu início a sua carreira solo, lançou o videoclipe da música ‘Meu Rapjazz’ e estourou na cena musical, encerra o rolê.
ENTRADA FRANCA
Data: 25 de julho
Horário às 15h30
Local: Centro Cultural da Penha (Largo do Rosário, 20, zona Leste de São Paulo)
Informações: (11) 2293-6630
Evento no Facebook: https://goo.gl/0O3MJE
Leia Mais: Dia da mulher negra: por que 25 de julho?