O feriado de Páscoa está logo ali. A data tradicional no calendário cristão reúne muitas famílias em torno da mesa para trocar de ovos de chocolate. Sabemos que não está fácil pra ninguém e os preços nos supermercados está impraticável. Por isso, uma saída é fortalecer as empreendedoras do bairro. 

Lá no nosso Instagram e Twitter, pedimos indicações de empreendedoras que produzem chocolate artesanal pelo Brasil. Também reunimos indicações do Catálogo de Quebrada – Especial Páscoa, com mais de 20 opções de fornecedores de ovos de Páscoa nas periferias de São Paulo.

Confira as dicas e se delicie!

Chefe de cozinha, professora e pesquisadora da cozinha da diáspora africana pelas Américas. Neste ano, a chef e pesquisadora Aline Chermoula criou uma linha de ovos inspirados nos sabores afrodiaspóricos, que combina as cozinhas africana e afro-brasileira. As encomendas podem ser feitas pelo Whatsapp.

Produção da confeiteira Milena Souza. Bolo de pote, brigadeiro, ovos de colher, trufas, brownies e mais. Encomendas por Whatsapp.

Bolos, pães e kit festa feitos por Maria José Postay. Entregas nos bairro Jardim Camburi e região. Confira o cardápio de Páscoa no Instagram

Produção da confeiteira Beatriz da Silva. Bolos, doces, tortas, brownies, feitos com açúcar, chocolate e amor. O cardápio de Páscoa inclui ovos trufados, ovos de colher, ovos alcoólicos, pirulito de coelho e mais.

Empresa familiar que nasceu da necessidade de empreender e pôr em prática habilidades individuais das irmãs Telma, Naza e Rose. As encomendas são feitas pelo Whatsaspp.

Produção da confeiteira Carla Caldas Martins. Ovos simples, ovos crocantes, ovos de colher de brigadeiro, de brownie, ovo de corte de pão de mel e mais. É tudo vegano. As encomendas são feitas pelo Whatsapp.

A produção é feita pela Edilaine e Emanuelle, que são mãe e filha. O cardápio de Páscoa inclui ovo de bolo de cenoura, ovos infantis, caixa de bombom, ovo brownie e mais. As encomendas por sem feitas pelo Whatsapp e pelo Instagram.


Mais do que notícias, trazemos um jeito de ver o mundo.
Assine e integre nossa comunidade: catarse.me/nosmulheresdaperiferia