A Casa de Cultura do Campo Limpo recebe neste sábado (4) uma agenda recheada de debates sobre assuntos que permeiam a realidade das mulheres da periferia. O dia será intenso de atividades que contarão com lançamento de livro, debate, sarau e muita reflexão sobre nossa realidade e desafios que compõem nosso cotidiano.

Pela manhã, a partir das 10h, haverá o pré-lançamento do livro “Redes Periféricas: Juventudes, Mulheres e Arranjos Culturais”, com apresentação de Victor Trindade, da Agência Solano Trindade. O livro é inspirado em experiências de resistência popular que acontecem na periferia da zona sul de São Paulo. Muitas mulheres, homens e jovens são parte da engrenagem dessa história de luta, que travam, representando histórias semelhantes a outros tantos moradores de periferias espalhadas pelo Brasil. Além da troca de experiências e integração dos participantes, haverá um coquetel a partir das 12h.

Debate com jovens promovido pela na Agência Solano Trindade

Debate com jovens promovido pela Agência Solano Trindade Crédito: Leonardo Brito


Como parte das ações promovidas, às 15h, ocorre uma roda de conversa com a participação da União Popular de Mulheres, que vai levantar o debate com recorte de gênero, raça e classe sobre a política de drogas e todas as suas contradições. Essa atividade compõe o calendário da organização Iniciativa Negra, que percorrerá regiões do Brasil promovendo atividades acerca da política de guerra as drogas, dando visibilidade e protagonismo para as vozes daqueles e daquelas que sofrem os efeitos da guerra às drogas e a condição de vulnerabilidade que esse contexto traz para a população negra moradora das bordas da cidade, todos os dias. O microfone será aberto e os presentes poderão contribuir com suas reflexões.
Ao final, a poesia entre em cena com o Sarau Preto no Branco. O espaço será aberto para a música com a renomada da festa que faz o maior sucesso tocando ritmos jamaicanos, como Ragga, Dub, Ska do grupo Ragga Pei, a partir das 18h.
Essas ações são promovidas pela Agência Popular Solano Trindade e União Popular de Mulheres, juntamente com o Centro de Defesa e Convivência da Mulher que atende mães que perderam seus familiares e desenvolve ações com a família cujo foco é o fortalecimento da Rede de Proteção, que envolve formação, e inserção no mercado de trabalho através das ações integradas da Economia Solidaria.
Serviço:
 Manhã
Pré-lançamento do livro “Redes Periféricas: Juventudes, Mulheres e Arranjos Culturais”
Horário: 10h às 12h
Tarde
Roda de conversa “A política de drogas que não nos servem”
Horário: 15h às 18h
Local: Casa de Cultura do Campo Limpo fica na rua Aroldo Azevedo n°100 no Campo Limpo, zona sul.