Para apresentar e discutir as novas iniciativas de jornalismo independente, a Agência Pública de Jornalismo Investigativo e a Ponte Jornalismo, promovem no próximo sábado, 15 de novembro, a Rebelião Jornalística.
O evento é aberto ao público e terá início às 11h, com mesas de discussão, espaço para apresentação de novas iniciativas jornalísticas e exibição de filmes.
rebeliao_flyerNa primeira mesa, os integrantes da Agência Pública e da Ponte falarão sobre as suas iniciativas e projetos, além de debater a cobertura jornalística e os direitos humanos. No início da tarde o debate será sobre Jornalismo de guerrilha e a partir das 16h, o Nós, mulheres da periferia, participará da mesa “Novas narrativas e tecnologias na produção de notícias”.
Na sequencia, serão exibidos filmes com a temática jornalística e direitos humanos produzidos pela Pública e pela Ponte. A partir das 21 horas, os presentes serão convidados a participar de uma festa animada por DJs-jornalistas.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas em http://goo.gl/forms/NLhwRfg03x. Todas as atividades serão transmitidas em streaming pela PÓS-TV.
Rebelião Jornalística
Quando: Sábado, 15/11, a partir das 11h
Onde: Rua Conselheiro Ramalho, 945 (sede da Ponte)
Quanto: na faixa
Informações: (11) 3661-3887
Programação:
11h: Abertura – Direitos Humanos e Jornalismo Investigativo
com Ponte e Pública
13h: Jornalismo de guerrilha
Novas narrativas e tecnologias na produção de notícias
com Repórter Brasil, Periferia em Movimento, EcoLab, NINJA e Outras Palavras
16h: Tribuna aberta – conheça as novas iniciativas
com R.U.A, SãoPá, SP Invisível, Guerrilha GRR, Nós, mulheres da periferia e revista Vaidapé
17h30: Sessão de minidocs – Jornalismo e Direitos humanos
19h: ‘Truco!’ truca ‘Chequeado’
com Laura Zommer (Chequeado/Argentina) e equipe do ‘Truco!’ (Agência Pública)
21h: Festa
Djs: Bia Abramo e Cris Naumovs