Mulheres agricultoras familiares e quilombolas das cidades do interior paulista de Barra do Turvo, Peruíbe, Miracatu, Apiaí, Itaoca e Pariquera-Açu se reunirão entre si e com a população paulistana para vender seus produtos e compartilhar suas reflexões. Usar o feminismo e a agroecologia para aproximar o campo à cidade é a proposta desta atividade que ocorre neste domingo (19), no Quitandoca, próximo ao Largo da Batata.

Mulheres agricultoras familiares e sua produção de orgânicos . Crédito: Sofa

Mulheres agricultoras familiares e sua produção de orgânicos/Crédito: SOF


Essas mulheres pretendem debater os aprendizados e desafios da comercialização de alimentos, a partir de compreensões comuns sobre agroecologia, feminismo e alimentação. Essa roda de conversa começará às 9h30.
A partir das 11h, haverá o lançamento do curta-metragem “Semeando autonomia”, que narra as etapas da produção e comercialização agroecológica nos quintais e a importância da autonomia econômica para as mulheres rurais.
A feira de alimentos orgânicos produzidos pelas camponesas começa em seguida e vai até 12h30. Mel, pães, mandioca, gengibre, banana, palmito, feijões, melado e compotas são algumas das produções das mulheres do Vale. Os alimentos terão preços mais acessíveis, contrapondo-se à ideia geral de que “só ricos comem orgânicos”.
O evento é organizado pela SOF Sempreviva Organização Feminista e a Quitandoca. Essas entidades pretendem com a ação fortalecer a produção das agricultoras e criar uma proximidade maior entre produtoras e consumidores, mostrando para o público urbano a importância de saber de onde vêm os alimentos e quem os produz.
Serviço
9h30 às 11h:
Roda de conversa sobre os aprendizados e desafios na comercialização realizada por grupos de mulheres
11h às 11h10:
Lançamento do curta-metragem de animação “Semeando autonomia”
11h10 às 12h30:
Feira de alimentos orgânicos
Local: Quitandoca, Rua Guaicuí, 53, próximo ao Largo da Batata, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo.
Confirme presença no evento.
Com informações da SOF- Sempreviva Organização Feminista