Apresentações itinerantes do espetáculo “Na Pele”, que busca debater os estereótipos sexuais e de gênero, podem ser conferidas até o dia 8 de novembro na periferia da zona leste da cidade.

Crédito: Sissa de Oliveira

Crédito: Sissa de Oliveira


Por meio do projeto “Poéticas da Diferença” do Coletivo Cultural Sankofa, o espetáculo de dança-teatro aproxima o público das angústias e conflitos de pessoas que carregam no corpo a marca, a mancha e a desaprovação.
De acordo com o diretor, Anderson Maciel, o espetáculo surge a partir de inquietações sobre o processo de desumanização no qual algumas pessoas são submetidas a partir de recortes corporais como sexual, gênero, raça e peso.
“É no diálogo entre a dança e o teatro que investimos no potencial do corpo na cena, ele que tem forjado na pele a dor da diferença. Todos os lugares que temos nos apresentado levantamos um questionamento que achamos fundante sobre essas questões: Como temos olhado para o corpo do outro?”, explica.
O Coletivo Cultural Sankofa formado por artistas-educadores que desde 2012, desenvolvem ações de pesquisa e criação em arte e educação sobre as diversas questões que envolvem os Direitos Humanos. O grupo também tem como proposta o intercâmbio de ideias e experiências no diálogo com diferentes linguagens que permite romper com valores e práticas de discriminação.
Crédito: Sissa de Oliveira

Crédito: Sissa de Oliveira


Serviço
Espetáculo “Na Pele”
Quando: 28 de outubro (hoje) às 20h
Onde: Na Universidade Cruzeiro do Sul
Endereço: Avenida Doutor Ussiel Cirilo, 225 – São Miguel Paulista
Quando: 30 de outubro (quinta-feira) às 19h30
Local: No CEU Lajeado
Endereço: Rua Manuel Da Mota Coutinho, 293 – Lajeado
Data: 08 de novembro (sábado) às 19h
Onde: Na Fábrica de Cultura Sapopemba
Endereço: Rua Augustin Luberti, 300 – Fazenda da Juta
Confira alguns trechos do espetáculo em https://www.youtube.com/watch?v=8ZloAdJ9BUY