Nesta terça-feira, (9), o projeto Terça Afro traz para a roda de conversa a artista plástica Rosana Paulino, que retrata de forma singular aspectos do universo negro e o espaço ocupado pela mulher afrodescendente na sociedade brasileira.

Obra: Protecao extrema contra a dor e o sofrimento. Crédito: Rosana Paulino

Obra: Proteção extrema contra a dor e o sofrimento.
Crédito: Rosana Paulino


Rosana Paulino, desde o início de sua carreira, seus trabalhos estão relacionados a questões sociais, étnicas e de gênero, tendo como foco principal a posição do negro e, principalmente, da mulher negra dentro da sociedade brasileira. A artista possui obras em importantes museus e tem participado ativamente de diversas exposições tanto no Brasil como no exterior. Em 1998 viajou para Londres com bolsa de estudos do governo brasileiro para especialização em gravura no London Print Studio e atualmente é doutoranda em Poéticas Visuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Foi também bolsista do Programa Bolsa da Fundação Ford nos anos de 2006 a 2008.
Outro destaque para a mulher na programação, é o encontro do dia 30, em que Elizandra Souza, escritora e produtora cultural, falará da mulher sobre a ação nos movimentos da mulher negra.
Todo mês, durante as terças-feiras às 19h, são realizados gratuitamente esses encontros no Centro Cultural da Juventude. Organizado e realizado pelo coletivo Akin, os integrantes são Ana Caroline da Silva de Jesus, Danuza Novaes, Mariana Pereira Fabiano e Whellder de Araujo Barros de Jesus, o projeto propõe ao público um mergulho no universo das tradições culturais afro-brasileiras, por meio de um bate-papo com convidados para resgatar a identificação e o reconhecimento do negro.
Para o mês de setembro a temática para estas rodas, será o movimento negro e os negros em movimento, fazendo um mergulho no passado e presente. Confira a programação:
09/09, às 19h
Rosana Paulino: a arte que expressa subjetividade atrelada à cultura negra!
16/09, às 19h
Akins Kinte: poesia, um instrumento poderoso nas mãos de Akins.
23/09, às 19h
Quilombhoje e Cuti: construções de nossas trilhas. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa, irão compartilhar suas vivências e ações dentro da área da literatura afro-brasileira e na organização da série Cadernos Negros.
30/09, às 19h
Elizandra Souza: Mjiba, a ação nos movimentos da mulher negra.
Local: Centro Cultural da Juventude
Endereço: Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha, São Paulo/SP.
terca_afro