Estamos por aqui chegando no meio do ano e ainda diante da pandemia de Covid-19, defendendo o SUS (Sistema Único de Saúde), a vacina e o isolamento social, quando possível. Em nossa seleção de Dicas da Semana, Nós apresentamos algumas atrações culturais para nos fazer viajar sem sair de casa e conhecer a cultura de diferentes lugares e realidades. Se liga!

Festival Anti-Imperialista

A realização da Copa América no Brasil foi polêmica, mas existem outras formas de a gente se integrar com os nossos hermanos. Para promover a pauta da integração latino-americana e expressar a solidariedade do povo brasileiro com a luta por soberania e auto-determinação do povo venezuelano, o Comitê Brasileiro pela Paz na Venezuela está promovendo entre os dias 16 e 19 de junho, o Festival Anti-Imperialista Brasil-Venezuela: 200 anos da vitória de Carabobo.

Com lives culturais e de caráter de formação, o Comitê Brasileiro pela Paz na Venezuela, que reúne dezenas de organizações brasileiras em apoio à Venezuela, traz à atualidade um dos capítulos mais importantes da história da luta pela libertação no continente: a Batalha de Carabobo, crucial para a expulsão do exército espanhol e a consolidação da independência venezuelana.

Na sexta-feira, dia 18, às 19h, o Slam da Guilhermina promove o Slam Antiimperialista, com participação de poetas venezuelanos, além de mexicanos e brasileiros. A live acontece na página do Youtube do Slam da Guilhermina. A programação completa do festival está disponível nas redes sociais do Comitê Brasileiro pela Paz na Venezuela.

Falsa Abolição

Ainda no clima de aula de História, nos próximos dois fins de semana entra em cartaz temporada virtual do espetáculo “14 de maio – o dia seguinte” que propõe uma reflexão sobre o que aconteceu após a extinção oficial da escravização de negros no Brasil, com a Lei Áurea, promulgada em 13 de maio de 1888.

Com concepção e dramaturgia de Allan da Rosa e direção de Sidney Santiago, as apresentações acontecem de sexta a domingo, sempre às 20h30, no canal do Youtube do Centro Cultural São Paulo.

Documentário Musical

O IN-EDIT BRASIL – Festival Internacional do Documentário Musical acontece entre 16 a 27 de junho, com mais de 50 filmes nacionais e internacionais inéditos. Pelo segundo ano consecutivo, devido à covid-19, o festival acontece de forma online.

Destaque para os filmes sobre a banda pop The Go-go’s, que entrou para a história da música como a primeira – e até hoje a única – banda formada só por mulheres a chegar ao 1º lugar nas paradas de álbuns mais vendidos da lista da  Billboard, e sobre Poly Styrenevocalista da banda X-Ray Spex, importante nome no feminismo, ativismo negro, considerada uma das precursoras e grande influência do movimento das Riot Grrrl nos anos 90.

Cantora Poly Styrene. Créditos: Kino Library

E na programação nacional, há títulos sobre hip-hop, com artistas como Marcelo D2, Mano Brown, Negra Li, Karol Conká, além do filme Swingueira, que apresenta a cena cultural da periferia de Fortaleza.

Toda a programação estará disponível no site e na plataforma do festival. O acesso por filme do Panorama Mundial têm custo simbólico de R$ 3,00 e a renda será revertida em prol da Pastoral do Povo da Rua, coordenada pelo Padre Júlio Lancellotti. Parte da programação está disponível também na plataforma do Sesc Digital, e no canal Tamanduá,  com acesso gratuito. A partir de 28 de junho, 11 títulos do Panorama Brasileiro ficarão disponíveis na Spcine Play, spcineplay.com.br, também com acesso gratuito.

Lia de Itamaracá

No sábado, 19 de junho, às 21h, acontece a live de lançamento do álbum “Lia de Itamaracá – cirandeira entre a areia e o mar” do grupo cultural afro-brasileiro Ilú Obá de Min, que homenageou a artista popular em seu desfile de carnaval em 2020. O evento conta com participações da própria Lia de Itamaracá, Beth Beli, Nega Duda, Janaína Cunha e Camila Trindade e rola no Youtube do coletivo.

As Trinca

A Okupação Cultural Coragem, localizada em Itaquera (SP), retoma o projeto “Reação Hip Hop” com apresentações virtuais. No domingo, 20 de junho, às 17h, acontece apresentação do grupo A’S Trinca, da Cidade Tiradentes. A live será realizada no Youtube e Facebook do espaço cultural.

Nós, mulheres da periferia está com uma campanha de financiamento recorrente no Catarse. Apoie o jornalismo independente feito por mulheres, apoie o Nós. Acesse catarse.me/nosmulheresdaperiferia para nos apoiar.

Sobre a autora:

Lívia Lima

Jornalista, mestre em Estudos Culturais e moradora de Artur Alvim, zona leste de São Paulo.