Lívia Lima

Lívia Lima é jornalista e produtora cultural, graduada em Jornalismo (Mackenzie) e em Letras (USP), e é mestre em Estudos Culturais também pela Universidade de São Paulo. É co-fundadora do Nós, mulheres da periferia. Colabora com o Centro de Estudos Periféricos da Unifesp-SP. Animadora Cultural do Sesc São Paulo, atualmente é responsável pela programação de Audiovisual e Tecnologias e Artes do Sesc Belenzinho.

Você conhece Sueli Carneiro? Se não, vale escutar nosso episódio do Conversa de Portão sobre ela. O nome de sua biografia “Continuo preta” é inspirado em uma famosa afirmação dela – “entre esquerda e direita, continuo preta”, que ressalta sua luta. Em nossas Dicas da Semana, destacamos exposição em sua homenagem, além de outras atrações culturais que exaltam o nosso orgulho de ser preta e periférica. Se liga!

Ocupação Sueli Carneiro

Referência do feminismo negro no Brasil, Sueli Carneiro é a homenageada da 52ª Ocupação Itaú Cultural, cuja abertura acontece no sábado, 28 de agosto, na sede do Itaú Cultural na avenida Paulista, em São Paulo (SP).

A mostra traz elementos que contam a trajetória da filósofa: suas memórias pessoais, a força e a simbologia de sua religiosidade, sua paixão por música e futebol e sua longa jornada no ativismo.

A curadoria do projeto é do Núcleo de Comunicação e Relacionamento e da Enciclopédia Itaú Cultural, tendo como cocuradora Bianca Santana, autora da biografia “Continuo preta: a vida de Sueli Carneiro” (2021).

A entrada na exposição é gratuita e não é necessário reservar ingresso. Além das visitas presenciais, o público pode acessar conteúdos on-line produzidos para o site da Ocupação Sueli Carneiro, como entrevistas em vídeo com familiares, amigos e colegas de vida e luta da homenageada e textos de nomes como Djamila Ribeiro e Thula Pires.

Enciclopédia Negra

Esta semana fui dar um rolê depois de tanto tempo em isolamento social e conheci a Exposição Enciclopédia Negra, na Pinacoteca de São Paulo (SP). A mostra é uma extensão da obra “Enciclopédia negra”, de autoria dos historiadores Flávio Gomes e Lilia Schwarcz e do artista Jaime Lauriano, publicado pela Companhia das Letras. As peças foram criadas por artistas contemporâneos e doadas ao museu.

Para quem não é de São Paulo, ou ainda prefere uma programação virtual, é possível acessar o tour virtual da exposição. A experiência on-line permite ao visitante explorar os espaços em 3D e conhecer as 103 obras que retratam personalidades negras da história do Brasil.

Ao acessar a plataforma, o público poderá visualizar as obras em alta resolução e conferir as etiquetas descritivas das peças e dos textos de paredes.

quadro Salustia de Moisés Patrício

“Retrato de Salustia” (2020) de Moisés Patrício.

Crédito: Lívia Lima

Estéticas das Periferias

Está rolando a primeira edição do Estéticas das Periferias LAB, uma mostra audiovisual multilinguagens que apresenta as potências culturais presentes nos territórios periféricos de São Paulo.

Entre os dias 25 e 29 de agosto o canal da Ação Educativa no Youtube exibe uma série de vídeos e apresentações sobre o projeto, que funcionou como um espaço colaborativo de troca de ferramentas, informações, experiências, alternativas e soluções entre coletivos artísticos periféricos diante da crise provocada pela pandemia da Covid-19. 

Dentre os grupos, há participação de Ilu Obá de Min, Academia do Funk, Pagode da 27, dentre outros. A mostra é um esquenta para a 11ª edição do Estéticas das Periferias, que vai rolar em outubro.

Slam Latines

No sábado, 28 de agosto, a partir das 17h, acontece a edição especial do Slam Latines, uma batalha de poesias com representantes do Brasil, Chile, Cuba, Argentina, Costa Rica, Colômbia, República Dominicana e Venezuela.

A Jornada Latines é um projeto idealizado pelo Slam das Minas em parceria com o fundo de pesquisas “Community-Engaged Scholarship”, da Universidade de Tulane (New Orleans – EUA), com realização do SESC São Paulo e apoio do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP).

A programação contou com oficinas, workshops e a batalha de sábado marca o encerramento do projeto. A batalha de sábado acontece via zoom e é necessário acompanhar as redes sociais do Slam das Minas,que divulgará o link.

 

Temas:

Sobre a autora:

Lívia Lima

Jornalista, mestre em Estudos Culturais e moradora de Artur Alvim, zona leste de São Paulo.