Estamos no meio do mês de julho, dedicado a refletir e homenagear as mulheres negras, por isso, nesta edição de nossa coluna semanal com Dicas da Semana, trazemos algumas sugestões que enaltecem e valorizam a autoestima das meninas pretas, para que elas cresçam desde sempre aprendendo a se amar. Confira!

Julho das Pretinhas

A terceira edição do Julho das Pretinhas reúne uma série de ações voltadas para potencializar o empoderamento de meninas negras através de atividades culturais e educativas como bate-papos, oficinas criativas e apresentações artísticas.

A programação deste ano tem como tema “Representatividade cura” e acontece virtualmente durante todo mês nas redes sociais  @julhodaspretinhas e é voltada para crianças, adolescentes, ativistas e educadores de todo o Brasil.

O festival nasceu em 2019, idealizado por Cássia Valle, que também assina a coordenação artística do evento, e desde sua estreia conta com apoio do Centro Educacional Maria Felipa, responsável pela coordenação pedagógica.

Cássia tomou como referência o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha, celebrado no dia 25 de julho, para propor um evento voltado ao público infanto-juvenil. Nesta terceira edição,  o evento é organizado pela DiPreta Produções, Moinhos Giros de Arte e Cultura e do Selo Calu Brincante.

A programação conta com oficinas de teatro, podcast e maquiagem, voltadas para crianças e adolescentes negras, além de apresentações de teatro, música, dança e poesia.

Todas as atividades são gratuitas, exceto as oficinas que custam R$ 50 cada. Toda a programação é produzida e conduzida por mulheres e meninas negras.

Nesta sexta-feira (16), às 17h, acontece a live “Fala Pretinhas” com Maria Flor e Brenda Black. Sexta e sábado, dias 16 e 17, acontecem oficinas de podcast para crianças. A programação completa está disponível no Instagram.

Passinho

No último dia 9 aconteceu o lançamento do livro infantil “De passinho em passinho”, do escritor Otávio Júnior, ilustrado pela artista Bruna Lubambo (Companhia das Letras).

O livro apresenta para as crianças e para os leitores de todas as idades o rico universo da dança do passinho, essa expressão artística que transforma o sonho de muitos jovens em movimento.

Nascido no Rio de Janeiro e misturando ritmos do funk, da capoeira, do samba e do frevo, o passinho tem ganhado cada vez mais dançarinos e participantes apaixonados, que levam às pistas, às competições e ao mundo um jeito único de dançar e se expressar em outros muitos territórios no Brasil e no mundo.

Hair Love

Sempre vale indicar o curta-metragem vencedor do Oscar de 2020, “Hair Love” (Matthew A. Cherry, Everett Downing Jr., Bruce W. Smith) que conta a história de Zuri e de seu pai, provocado a pentear os cabelos da filha pela primeira vez.

O filme traz uma mensagem positiva de afeto e autoestima, nos mostrando o quanto os cabelos crespos das meninas pretas são especiais!

… bônus

Para os adultos, entre os dias 14 e 24 de julho acontece a segunda Mostra de Cinema dos Quilombos, totalmente online e gratuita. São 13 curtas-metragens que ficam disponíveis por 24h ao longo da programação nos sites www.todesplay.com e www.cinemadosquilombos.com.br.

A ideia da mostra surgiu de Cardes Monção Amâncio durante realização do documentário “Rota do Sal Kalunga”, filme dirigido em 2014 por Cardes Monção Amâncio e André Portugal Braga, sobre o quilombo dos Kalungas. Na ocasião, o cineasta percebeu o quanto seria importante a visibilidade de filmes produzidos nos quilombos, realizados por quilombolas ou em parceria com pessoas de fora das comunidades.

A curadoria é assinada pelas pesquisadoras Alessandra Brito e Maya Quilolo e o processo curatorial foi compartilhado com moradores do Quilombo dos Marques (MG). A programação também conta com debates com os realizadores dos filmes.

Sobre a autora:

Lívia Lima

Jornalista, mestre em Estudos Culturais e moradora de Artur Alvim, zona leste de São Paulo.