Deborah Small, referência no debate de política de drogas, participa de encontros em São Paulo nos dias 28 e 29 de julho. Ela é nome central na discussão sobre racismo e política de drogas nos EUA e idealizadora da organização Break the Chains, que tem o compromisso de alertar os impactos da guerra às drogas na população negro. A vinda ao Brasil tem o objetivo é aproximar formadores de opinião e o público em geral do tema, trazendo a intersecção de classe e raça

03f31c99-fa2b-4e48-8cab-41cd29b4cfc5

Deborah Small no Complexo do Alemão, no Rio | Foto: Carta Capital


A ativista norte-americana destaca a necessidade de discutir política de drogas no Brasil sob a perspectiva racial. “A questão da reforma da política de drogas é de interesse para afro-descendentes no Brasil já que a “guerra às drogas” é a principal razão para a violência entre as comunidades e a polícia nas favelas. Enquanto o governo estiver comprometido com uma “guerra às drogas”, as comunidades negras estarão na mira.”
Formada em direito pela Universidade de Harvard, foi diretora para assuntos legais da New York Civil Liberties Union. Anos depois, se tornou diretora de políticas públicas e articulação comunitária pela Drug Policy Alliance.
Agenda em São Paulo
Na quarta-feira, 27 de julho, Deborah se encontrou exclusivamente com mídias negras da cidade. A conversa foi gravada pela TV Drone e transmitida ao vivo. Jornalistas e integrantes do movimento negro tiveram a oportunidade de fazer suas perguntas e contextualizar a ativista sobre as especificidades do tema no Brasil, sua população e periferias.
Entre os assuntos mais abordados estava a necessidade de levantar a discussão de guerra às drogas na imprensa, colocando a questão como uma ferramenta essencial para a manutenção dos privilégios da população não negra do país e a manutenção do controle e violência contra a população negra. O genocídio foi o grande destaque do diálogo.
O caso de Luana, mulher negra, lésbica e periférica que foi brutalmente violentada pela polícia em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Dias depois, morreu por uma isquemia cerebral, foi uma das histórias mencionadas. Os PM’s envolvidos no caso continuam impunes.

13782110_1650925185226027_4444206479865812901_n

Deborah Small pede justiça para o caso de Luana Barbosa, vítima de espancamento da PM em Ribeirão Preto | Foto: Pedro Borges


Na quinta-feira, às 19h, no Centro Cultural São Paulo, Vergueiro, ela participa de palestra com Nathália Oliveira, Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas (INNPD), e Djamila Ribeiro, Secretária Adjunta de Direitos Humanos. O tema em pauta é “O Papel das Cidades na Política de Drogas e no Combate ao Racismo”.
Dia 29, às 15h, Deborah vai ao Jazz B, República, compor uma roda de conversa sobre “Política de Drogas, Raça e Gênero”, momento exclusivo para organizações que atuam com direitos humanos e compõe a Rede de Justiça Criminal e Plataforma Brasileira de Política de Drogas. Mais tarde, às 20h, a ativista norte-americana visita Embu das Artes para acompanhar o Sarau Palmarino.
A sua passagem por Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Cachoeira (BA) foi organizada pelo Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC) em parceria com diversas organizações. Em São Paulo a articulação se deu em parceria da Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas (INNPD), Instituto Terra Trabalho E Cidadania (ITTC), Plataforma Brasileira de Política de Drogas, a Secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo e a TV Drone.
Serviço:
Dia 28 de Julho, 19h
Roda de conversa: O Papel das Cidades na Política de Drogas e Combate ao Racismo
Convidados: Nathália Oliveira (Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas – INNPD), Deborah Small, Djamila Ribeiro (Secretaria Municipal de Direitos Humanos).
Local: Centro Cultural São Paulo – CCSP (Sala Adoniran Barbosa)
Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso, SP – Telefone: (11) 3397-4002
Sem necessidade de inscrição prévia.
Dia 29/07, às 15h
Bate papo com Deborah Small: conversando sobre política de drogas, raça e gênero
Local: Jazz B- Rua general jardim, 43- República
http://jazzb.net/
Dia 29 de julho, às 20h
Sarau Palmarino
Local: Círculo Palmarino
Rua Campos Sales, 43 – Jardim Pres. Kennedy, Embu das Artes, SP – Telefone: (11) 4782-2869
Evento aberto, sem necessidade de inscrição prévia.

Sobre a autora:

Semayat S. Oliveira

Semayat Oliveira, jornalista e escritora. Nascida no Jardim Miriam, zona sul de São Paulo