Desde 2012 Manoela Gonçalves trabalha para empoderar mães autônomas a exercerem livremente sua maternagem. Ela fundou a Casa das Crioulas  no bairro de Perus, um espaço cultural onde, além de trabalhar, as mulheres autônomas puderam acompanhar de perto a educação dos filhos.
Por diversas limitações do antigo espaço, Manoela teve que procurar um novo local para atender as necessidades e demandas. Agora, a sede  fica no bairro do Butantã, zona oste de São Paulo. Depois de passar por muitos reparos, o imóvel se abre para atividades no dia 3 de dezembro, sábado.
“Foram nove meses de uma gestação chamada também de reforma”, celebra a fundadora. Entre as atividades do bazar, está o lançamento do livro “Sobrenome Ousadia”, de Mariana do Berimbau, a roda de coco “Levante Mulher” e o Sistema Negro de Som. Dan Sonora estará presente com canto para as yabás e também haverá debate sobre o filme “Imago femina” de Aline Magnos.
A renda levantada com o evento seja revertida para a manutenção da casa. Também haverá a possibilidade de fazer tatuagem e piercing a um preço acessível.
Confirme presença no evento do bazar no Facebook e confira a programação completa.

Fachada da nova casa das Crioulas.

Bazar na Casa das Crioulas.


Fachada da nova casa das Crioulas.

Fachada da nova casa das Crioulas.