A Biblioteca Cora Coralina, localizada em Guaianases, zona leste de São Paulo vai inaugurar no no próximo sábado dia 4 de julho, a partir das 12h, a primeira Sala Temática Feminista da cidade.
Haverá ainda uma programação cultural com a apresentação de sarau, pockets shows e intervenções das mulheres da zona leste.

crédito: Acervo Museu Casa de Cora Coralina


A Unidade Temática Feminista foi idealizada a partir da vocação natural do espaço da biblioteca que, além de já receber o nome de uma marcante escritora brasileira, tem sido ocupada por atividades culturais organizadas por mulheres da região e agora se propõe a unir essa trajetória valorizando a luta e as ações do movimento de mulheres de Guaianazes e de toda a região leste de São Paulo.
Sob a curadoria da artista Biba Rigo, a própria ambientação da Sala Temática Feminista contou com a participação de mulheres, que a partir de suas histórias, olhares e experiências, participaram de oficinas de artes visuais e garantiram uma ambientação com destaque para o empoderamento das mulheres na apropriação de seu espaço.
Além de um acervo com mais de 1000 títulos de obras para consultas, estudos e pesquisas, entre livros e material audiovisual que tratam do tema, a Sala Temática Feminista Cora Coralina quer se consolidar com um ponto de referência cultural na discussão de gênero e feminismo de São Paulo, a partir de uma programação cultural continuada, com atividades em formatos de cinema, música, teatro, literatura, rodas de conversa e oficinas.
Fique por dentro da programação na página no Facebook
Anote o endereço: Rua Otelo Augusto Ribeiro, 113. Próximo à estação de trem de Guaianazes.

Comentários

  1. Excelente iniciativa. As mulheres idosas são praticamente invisíveis. Com raras exceções. A inclusão em nossa idade é um respeito à sociedade e valorização de nossa capacidade de mudá-la. LEILA FERRAZ 71 ANOS. POETA E FOTÓGRAFA.

Comments are closed.