A Amzol – Associação de Mulheres da Zona Leste, é uma entidade feminista que foi fundada em 1987 por um grupo de mulheres que vieram de Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica Apostólica Romana e, no processo de conscientização sócio – política, passaram a participar de movimentos sociais populares.

Crédito: divulgação

Crédito: divulgação


Recentemente, a entidade lançou uma campanha na plataforma de crowdfunding Kickante para arrecadar R$ 100 mil e construir uma sede. “Queremos deixar um lugar bonito para que as mulheres mais jovens deem continuidade ao trabalho que tanto ajudou mulheres da zona leste de São Paulo”, explicam. Clique aqui para apoiar.
Cerca de 52% da  população moradora da região leste da cidade de São Paulo (Dos bairros São Miguel, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, Guaianazes, Itaquera) é constituída de mulheres, a maioria delas chefes de família.
Nestes 28 anos de existência, a organização realizou inúmeras atividades de formação entre cursos, oficinas, seminários relacionados à temática da mulher como direitos humanos, violência sexual e doméstica, educação sexual, saúde e direitos reprodutivos, mulher no mundo do trabalho e nos movimentos populares, análise de conjuntura, estratégias de organização, direitos das mulheres, gênero e religião, fé e espiritualidade e saúde mental.
Leia também: Como Guaianases se tornou o bairro a receber a primeira biblioteca feminista do país.
 

Sobre a autora:

Mayara Penina

Mayara Penina

Mayara é jornalista e moradora do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.