No Mês da Visibilidade Trans, o fotógrafo João Bertholini expõe uma mostra de fotos com temática LGBTQIA+ que inaugurou no dia 20 de janeiro, em parceria com a Oficina Cultural Oswald de Andrade e curadoria de Neon Cunha mulher trans, que faz parte da Marcha das Mulheres Negras.

Adaptada para o modo virtual, “Afetividades Ordinárias” pode ser vista em seu  site-galeria um acervo de fotografias de diversas mulheres trans em cenas comuns do cotidiano e também com retratos agendados ou tirados de forma inesperada. 

Há também textos autobiográficos e poéticos de Neon Cunha e da atriz e escritora Ave Terrena, e ainda uma música-poema da dançarina e cantora Danna Lisboa, cedida especialmente para integrar o projeto. A ideia é distribuir mil exemplares da publicação quando a exposição física tiver lugar em momento oportuno.

Galeria

A curadoria é de Neon Cunha, que trás consigo uma história pessoal de descobrimento e resistência sobre ser uma mulher trans na década de 80 e 90 no auge do HIV pelo mundo e, mais para frente, muita luta para ser reconhecida juridicamente como uma mulher trans e poder, enfim ter seu nome em sua lápide, situação diferente das que já vivenciou: uma mãe pedindo para modificar um nome masculino na lápide de sua filha trans.

Haverá mais duas aberturas da exposição no formato virtual com classificação +18 anos: 

10/02/21 às 19h: Live de Abertura exposição – Associata – Associação dos Artistas Teatrais da Região de Araçatuba – Araçatuba/SP

24/02/2021 às 19h: Live de Abertura exposição – Casa Neon Cunha – São Bernardo do Campo/SP

Online

Mais informações: https://www.afetividadesordinarias.com.br/

Temas: