Na próxima terça-feira, dia 8 de março, celebramos o Dia Internacional da Mulher. Esta é uma data de manifestação do orgulho e da luta de todas nós, por direitos, liberdade e tantas outras reivindicações.

Nesta edição, apresentamos algumas sugestões de como celebrar o dia e a semana das mulheres.

Vamos juntas?!

Em Marcha

Semana das Mulheres

Marcha Mundial de Ação Vila Autódromo.

Crédito: Jéssika Martins

A Marcha Mundial das Mulheres, movimento social feminista, convoca manifestações no dia 8 de março em diferentes cidades do país. “Pela Vida das Mulheres, Bolsonaro nunca mais! Por um Brasil sem machismo, sem racismo e sem fome!” é o lema nacional do Dia Internacional de Luta das Mulheres deste ano.

Em Porto Alegre e Curitiba, a concentração acontece entre 18 e 18h30. No sudeste, em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, entre 16h e 16h30. Em Brasília e Belém, as mulheres se reúnem a partir das 17h.

Já em capitais do Nordeste, como Recife e Salvador, as manifestações começam mais cedo, a partir das 14h e 15h. A programação completa e locais de ponto de encontro estão disponíveis no site do movimento.

Jasminas

Semana da Mulher

Um Dia com Jerusa é um filme dirigido e escrito por Viviane Ferreira.

Crédito: reprodução

A Casa Jasmim, espaço terapêutico e de conexão localizado em Brasília (DF), promove a partir de sexta-feira, dia 4 de março, a Semana das Mulheres Jasminas, com programação musical, audiovisual, práticas corporais,  feira de expositoras e debates. A abertura do evento acontece a partir das 18h30 com show de Débora Zimmer e Paula Zimbres.

A partir de sábado acontecem exibições de filmes de mulheres, com curadoria de Edileuza Penha de Souza, dentre eles Quando elas cantam (Maria Fanchi), Casca de Baobá (Mariana Luísa) e Um dia com Jerusa (Viviane Ferreira). Na terça-feira, Dia Internacional da Mulher, haverá a estreia do mural da ilustradora Luda Lima.

A programação completa está nas redes sociais do espaço, que fica no endereço SHCGN 716 bloco P casa 30 70770-746, Asa Norte. As atividades são gratuitas e é necessário se inscrever por meio de um formulário.

Uma ode à rainha

Semana das mulheres

Sarau para Carolina – uma ode à rainha.

Crédito: reprodução

Em São Paulo, o Aparelha Luzia, quilombo urbano no centro da cidade, realiza no sábado, dia 5 de março, o Sarau para Carolina – uma ode à rainha, em homenagem à Carolina Maria de Jesus.

O sarau tem participação de Travas da Sul, Slam das Minas, Batalha da Matrix, perfomance de Dirce Thomaz, além de baile de encerramento com a DJ Vivian Marques. A entrada é gratuita.

O evento tem apoio do Instituto Moreira Salles como parte das atividades da exposição “Carolina Maria de Jesus: um Brasil para os Brasileiros”, que está em cartaz no Instituto até o dia 27 de março (quem não foi ainda, corra, é imperdível!).

Mulheres no samba

Mulheres no samba

Mulheres no samba: um legado de Dona Ivone Lara.

Crédito: Nathalie Portela

Durante o mês de março, os passageiros da Estação Paulista, na linha amarela do metrô de São Paulo, poderão interagir com a exposição Mulheres no samba: um legado de Dona Ivone Lara.

A exibição apresenta uma seleção de colagens digitais criadas pela arte-educadora Aidê Resende e traz um recorte da cena paulistana representada por mulheres sambistas que tocam, cantam, compõem e apontam caminhos para que a cultura do samba perpetue.

A exposição homenageia os caminhos abertos por Dona Ivone Lara, primeira mulher compositora de sambas-enredo, a partir de um percurso poético de retratos com escritos de Renata Lima.

As sambistas homenageadas são Bernadete, Vó Suzana – matriarca do Samba da Vela, Tia Cida dos Terreiros, Berço do Samba de São Mateus, Maria Helena Embaixatriz, primeira-dama da velha guarda do Rosas de Ouro, Tia Sahra Brandão, da Velha Guarda de compositores do Vai-Vai, Graça Braga, Raquel Tobias, Adriana Moreira, Fabiana Cozza, Paula Sanches, Roberta Oliveira, Maíra Da Rosa, Grazzi Brasil e Laís Oliveira.


Para o Nós seguir produzindo conteúdo independente e de qualidade, precisamos da sua ajuda. Acesse nossa campanha de financiamento no Catarse e veja como contribuir a partir de R$ 10

 

Temas:

Sobre a autora:

Lívia Lima

Jornalista, mestre em Estudos Culturais e moradora de Artur Alvim, zona leste de São Paulo.