Tem início nesta terça (2) e vai até sexta-feira (5), a 1ª Mostra Mulheres e Cinema, no Memorial da América Latina. Durante a Mostra serão exibidos 11 filmes dirigidos por mulheres. As exibições contarão ainda com quatro mesas de debates que pretendem discutir o papel da mulher no cinema. Os filmes começam sempre às 19h e a entrada é gratuita, na biblioteca no Memorial.

diadejerusa_2

Cena do filme Dia de Jerusa| Divulgação


A mostra faz parte do ciclo Resistir com Arte, projeto que tem como objetivo refletir sobre a representatividade e protagonismo da mulher nas mais diversas experiências estéticas e artísticas. “Nossos encontros sempre buscam unir a questão artística, que também serve como ilustração para as discussões, a espaços de debates responsáveis por analisar, principalmente, questões de gênero, arte e política”, aponta a descrição do projeto no Facebook.
A idealizadora da mostra Tarsila Nakamura destaca que vontade de promover essa iniciativa é de longa data, mas só agora teve a oportunidade de torná-la realidade. “A partir da ideia inicial de discutir o protagonismo da mulher na produção audiovisual encontramos espaço para contemplar mais agendas, mais bandeiras e uma maior diversidade de pontos de vista. É uma proposta em construção e aberta a contribuições, sempre no sentido de edificar um espaço cada vez mais plural de falas e trocas”.
Mulheres negras no audiovisual
Na sexta-feira (5) a mostra traz o trabalho de mulheres negras para o debate “Empoderamento e raça – o protagonismo feminino e negro na produção audiovisual”, que conta com a exibição dos curtas O dia de Jerusa, de Viviane Ferreira, Episódio “Criola”, da série Empoderadas , de Renata Martins, representado por Carol Rodrigues e do À Meia Vista, de Pris Oliveira. A mesa será mediada por Fernanda Lomba, produtora executiva na Encouraçado Filmes, que está produzindo o longa documental FOICE A FACE: representatividade negra nas Artes e contará com a participação de Jéssica Moreira, uma das cofundadoras  Nós, mulheres da periferia.
Confira abaixo a programação completa
02/08 (terça-feira) – a partir das 19h
Exibição do longa “De Menor” (2013, de Caru Alves de Souza)
Mesa de Abertura
– Caru Alves de Souza
– Marília Franco
– Eliane Caffé
– Coletivo Vermelha
Mediação: Tarsila Nakamura
03/08 (quarta-feira) – a partir das 19h
Exibição dos curtas:
– Atadas, de Tarsila Nakamura
– Quem matou Eloá?, de Lívia Perez
– Viver de mim, de Juily Manghirmalani
Me/sa Estigmas e Libertação: discutindo a violência contra a mulher e sua representação
Convidadas:
– Marina Ganzarolli: advogada, mestra em Sociologia Jurídica (FD-USP) e co-fundadora da DeFEMde – Rede Feminista de Juristas.
– Camila Caringe: jornalista e editora do site Versa Maria sobre violência doméstica
Mediação: Mônica Duarte Bulgari, cientista social e jornalista. Pesquisadora da área de Gênero, atualmente com o projeto de pesquisa sobre as tirinhas da cartunista Laerte Coutinho.
04/08 (quinta-feira) – a partir das 19h
Exibição dos curtas:
– A festa da Joana, de Vera Vasques e Kelly Cristina Spinelli
– Parece Comigo, de Kelly Cristina Spinelli
– Fábula de Vó Ita, de Thallita Oshiro
– Corpo Manifesto, de Carol Araujo
MesaPra lá das formas prontas: o empoderamento de crianças, gêneros e feminismos
Convidadas:
– Helena Bertho – Jornalista e editora da Revista AzMina
– Gabriela Romeu – Jornalista especializada em produção cultural para a infância, documentarista e escritora
05/08 (sexta-feira) – a partir das 19h
Exibição dos curtas:
– O dia de Jerusa, de Viviane Ferreira
– Empoderadas – Episódio “Criola”, de Renata Martins com Carol Rodrigues
– À Meia Vista, de Pris Oliveira
Mesa Empoderamento e Raça: o protagonismo da mulher negra na produção audiovisual
Convidada:
– Jéssica Moreira, representante do coletivo Nós, mulheres da periferia
Mediação:
– Fernanda Lomba, produtora executiva na Encouraçado Filmes. Já atuou em produções de teatro e eventos culturais diversos, e está produzindo o longa documental FOICE A FACE: representatividade negra nas Artes.

Comentários:

  1. Boa tarde , Fernanda! Favor entrar entrar em contato. Quero contar a minha história, talvez possa usar para um filme.

Comments are closed.