Nos dois primeiros meses da pandemia no Brasil, 39% das famílias dispensaram diaristas e não mantiveram o pagamento dessas trabalhadoras, mostra levantamento do Instituto Locomotiva. Além delas, há o contingente de mulheres que seguiu trabalhando normalmente, viajando longas distâncias e enfrentando as lotações do transporte público, que não cessaram durante a crise de saúde.

É nesse contexto que o Zap Zap das Domésticas, criado em 2018 pela Observatória de Direitos e Cidadania da Mulher, reativa o canal de diálogo com domésticas, diaristas, cuidadoras, babás e caseiras, inicialmente com foco na região metropolitana de São Paulo.

“A pandemia escancarou as desigualdades sociais e raciais e colocou essas trabalhadoras em uma situação de grande vulnerabilidade”

Impulsionada pela Purpose, agência que apoia movimentos sociais e ambientais, a segunda fase do projeto tem como objetivo propor soluções para o enfrentamento não só dos problemas imediatos causados pela pandemia, mas também de outras questões sociais agravadas pela crise sanitária, como direitos trabalhistas, saneamento básico, mobilidade e segurança alimentar.

“A pandemia escancarou as desigualdades sociais e raciais e colocou essas trabalhadoras em uma situação de grande vulnerabilidade”, afirmou Mariana Fidelis, uma das fundadoras da Observatória.

“Embora não fosse recente a vontade de retomar o projeto, percebemos que, neste momento, as questões que já abordávamos inicialmente, como direitos trabalhistas, poderiam ser conectadas com outros problemas estruturais enfrentadas pelas domésticas e pelas populações periféricas”, disse.

Na primeira semana, por exemplo, foi produzido um material sobre o caso do menino Miguel Otávio, abordando a conexão entre o ocorrido, o racismo estrutural da nossa sociedade e como isso tem ficado mais evidente durante a crise da COVID-19. Veja aqui outros conteúdos.

Zap Zap das domésticas estreita diálogo com trabalhadoras

Temas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *