Neste período de crescente surgimento de novas plataformas de conteúdo audiovisual via streaming, nasce uma alternativa que busca contemplar a representatividade das minorias: a TodesPlay.

Lançada em 18 de nutubro, dia em que o ator negro Grande Otelo completaria 105 anos em vida, a nova plataforma de filmes, séries e outras produções tem como missão alavancar no mercado de streaming produtos de entretenimento mais diversos, prioritariamente produzidos por profissionais negros.

Representatividade

A gestora de Desenvolvimento de Negócios da plataforma, Thais Scabio, explica que este empreendimento visa preservar memória e narrativa identitárias, eu que a “TodesPlay nasce da necessidade de ter nosso próprio espaço de difusão”, para se tornar “referência no segmento e revolucionar o mercado de entretenimento”, afirma.

Assista ao vídeo de lançamento:

 

Retorno justo

A iniciativa, gerida por profissionais negros da APAN (Associação de Profissionais do Audiovisual Negro), também inova na maneira de distribuir a receita da plataforma. Diferente de canais que monetizam milhões sem repassar aos produtores de conteúdo, a renda arrecadada dos valores da assinatura é destinada às produções audiovisuais exclusivas, com variação conforme a quantidade de visualizações do conteúdo. 60% do valor líquido das assinaturas é destinado às produções e 40% para manutenção da TodesPlay.

Planos disponíveis

A plataforma oferece acesso gratuito, com a exibição de obras selecionadas e mostras e festivais parceiros, e por meio de assinatura paga, mensal ou anual, que disponibilizará materiais exclusivos de curtas, longas metragens e séries.

A estimativa deste novo serviço streaming é de disponibilizar quinzenalmente novos conteúdos e de fechar o ano com 10 mil assinaturas.

Leia também

“Não tem luta antirracista sem as trabalhadoras domésticas”, diz cineasta

Temas:

Local da notícia: