Por Lívia Lima | 17/09/2017

O Sarau Pretas Peri é um coletivo de mulheres negras e artistas da zona leste de São Paulo, que promove a cultura periférica e o empoderamento da mulher negra. Neste mês de setembro haverá o sarau de aniversário do coletivo no próximo domingo, 24 de setembro, com extensa programação.

O coletivo, que comemora três anos, realiza o evento mensalmente na região do Itaim Paulista com intervenções e performances, unindo diversos elementos como a dança, a música, poesia, hip hop, resgatando a ancestralidade, e tendo sempre artistas convidados e o microfone aberto com a participação do público.

Coletivo Sarau Pretas Peri  (Créditos: Divulgação)

Coletivo Sarau Pretas Peri (Créditos: Divulgação)

O Pretas Peri nasceu em 2014 com inspiração no Sarau O que Dizem Os Umbigos?, o primeiro sarau em que Jô Freitas, uma das integrantes do coletivo, participou. A partir daí, a poeta quis levar essa arte para seu bairro, o Jardim Camargo Velho.

Segundo Jô Freitas, seu grande motivador desde início foi o também poeta e ator Daniel Marques. “Ele é o principal responsável pela existência do Pretas Peri, pois inicialmente era apenas eu na organização. Todos os saraus Pretas Peri são para resgatar a alegria, sabedoria e importância da arte periférica, sempre pautada nas ações do poeta inspirador”.

O sarau foi idealizado pela atriz e poeta Jô Freitas, a artista nordestina adotada por São Paulo se denomina ‘cenopoeta’, por vir do teatro, da poesia e da dança. Seu trabalho poético está neste universo “performático”, e fala essencialmente da mulher, negra, nordestina, periférica.

O coletivo também tem como poetas integrantes Tayla Fernandes, atriz e articuladora cultural nos coletivos Sarau Pretas Peri e Ashanti, ambos atuantes nas periferias de São Paulo, além de poetisa, slammer e arte-educadora; e Juliana de Jesus, dançarina, rapper e militante, mobiliza ações na zona leste e também integra o bloco afropercussivo ZUMBIIDO.

“Em 3 anos realizam em torno de 30 saraus, com mais de 70 convidados, 50 grupos teatrais e musicais e média de 70 pessoas por evento, sendo em média total de 10 mil pessoas”, relata Jô Freitas.

Sarau Pretas Peri

Data: 24/09/2017

Programação:

16h – Dança circular com Ariane Marques

17h – Grupo de samba de coco Semente Criola

18h – Slam Vale nada

19h- Batucafro

20h – Microfone aberto

(Convidados H-TÁ intervenção poética, Intervenção “Corpo que Carrega” de Mariana Ramos, OqueDizemOsUmbigos?, Yunei Rosa, Tema Rap, Ck Mc, De Loná, lançamento do livro “Vício”, de Mariana Félix)

21h – Show Indy Naíse

Endereço: Praça entre a Rua Vicente Reis e Rua Manoel Alvares Pimentel, próximo ao ponto final do ônibus Jardim Camargo Velho – Itaim Paulista, zona leste de São Paulo.

 

Sobre a autora:

Lívia Lima

Jornalista graduada em Comunicação Social pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e em Letras pela USP. Mestre em Estudos Culturais pela USP, com pesquisa sobre a produção de literatura realizada por escritores de saraus das periferias de São Paulo. Se interessa pelos temas, cultura, literatura, periferia, sociologia.É também editora da Agência Mural de Jornalismo das Periferias e trabalha com produção cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *