Já imaginou a moeda de troca de um serviço doméstico ser a leitura de um trecho de uma obra literária? Essa é a proposta da Coletiva ELAS, que a partir de março dá início ao jogo performático “Cuidando da Casa”, em que o grupo artístico, liderado pela atriz Rafaela Castro, oferece às donas de casa da zona norte da cidade trabalhos domésticos, como lavagem de roupa, limpeza da casa ou até mesmo preparação de comida. A ideia é fazer com que as mulheres que vivem na região do Jaraguá, zona norte de São Paulo, tenham acesso a trechos e obras feministas, e leiam enquanto as atrizes fazem o trabalho doméstico.

O jogo cênico da Coletiva ELAS faz parte do projeto “”M.U.L.H.E.R, contemplado pelo Programa Municipal de Valorização de Iniciativas Culturais – VAI, que visa misturar a ficção e a realidade de duas atrizes periféricas com as histórias de vida tecidas em conjunto com mulheres participantes da ação. Toda essa imersão tem por objetivo verticalizar o cotidiano engessado do dia a dia da mulher doméstica e abstraí-lo em perguntas sensíveis, que problematizem esses modos de existir.

A ideia da Coletiva ELAS é apresentar trechos e obras feministas a donas de casa da periferia.

Crédito: Diego Nascimento

Durante todo o processo, as atrizes vão fazer provocações às mulheres, questionando-as sobre o conteúdo lido. Estas, por sua vez, podem interromper a atriz que está trabalhando para sanar dúvidas sobre a leitura também. O encontro não possui tempo limite, sendo encerrado sempre com o fim de um dos motores da ação: ou quando o texto acaba, ou quando o serviço acaba. Para finalizar a imersão, as atrizes vão coletar depoimentos em vídeo das donas de casa, a fim de registrar a experiência vivida por elas.

A partir dessa ação, a Coletiva produzirá uma performance cênica baseada na vivência com essas mulheres e irá apresentá-la na EMEF Brigadeiro Henrique Raymundo Dyott Fontenelle e no CEU Pêra Marmelo, em 12 sessões gratuitas e abertas ao público geral. O processo criativo tem orientações da artista convidada Mônica Rodrigues, que fará a preparação vocal do elenco. As apresentações estão previstas para acontecer em junho de 2018, mas ainda não há datas fechadas.

Além da performance cênica, o grupo feminino produzirá um fanzine como forma de registro do trabalho. O impresso será distribuído após o término das apresentações e serão deixados alguns exemplares em equipamentos públicos.

Para receber as atrizes em sua casa é só entrar em contato enviando um email para coletivoelas@gmail.com

Performance “Cuidando da Casa”..

Crédito: divulgação

Local da notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários