Nesta sexta-feira, 12, é celebrado o Dia dos Namorados, Namoradas e Namorades e o Nós, mulheres da periferia preparou uma playlist especial para ouvir a dois – ou não. Estamos vivendo tempos difíceis e sofridos, então, acreditamos que, embora esta seja uma data comercial, defender o direito à vida e ao amor também é uma forma de resistência.

A seleção inclui músicas e ritmos de muitos artistas de origem periférica e sucessos que já fizeram ou ainda fazem muito em nossas quebradas. A ideia aqui é mandar um papo reto para aquela pessoa especial, tipo Mano Brown e sua “Louis Lane” ou com a música “Bixinho”, de Duda Beat.

Mesmo para quem não está em um relacionamento sério, dá para mandar a playlist para a crush como indireta: “você precisa saber ler”, como faz a deusa Elza Soares, diretamente do fim do mundo.

E também há canções de saudade, principalmente para quem está longe por causa do isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19. Ou, então, para tentar reatar e declarar que “tá osso sem você”, como bem faz Simone e Simaria. Que essa playlist seja divertida e traga leveza para todas as formas de amar nesses tempos de ódio. Feliz dia!

Tássia Reis – No seu Radinho

“Eu posso ser mais que refrão, eu posso ser canção inteira. Eu posso ser um risco, mas posso ser o seu melhor disco”. Direta e reta! 

Bia Ferreira – Só você me faz sentir

“E que eu sinto tanta falta. Sabe o que me mata? O tempo que não passa. Seu medo que extravasa. Coragem que me falta pra admitir que eu sinto sua falta”. Chegou a doer aqui!

Anelis Assumpção – Como é gostoso

“O amor é uma oração, você agradece e diz amém. Como é gostoso gostar de alguém”, para enviar para aquela pessoa que palpita o coração.

Ouça na íntegra no nosso Spotify:

 

34 músicas sobre romance, DR e amor próprio para embalar o seu dia

Temas:

Sobre a autora:

Lívia Lima

Jornalista, mestre em Estudos Culturais e moradora de Artur Alvim, zona leste de São Paulo.

Local da notícia: