Por Redação | 30/09/2020

No segundo episódio do Conversa de Portão, a jornalista Bianca Pedrina conversou com Vanessa Mendonça dos Santos, da Ocupação dos Queixadas, e Marinalva Maria de Souza, a Naná, da Ocupação Esperança, em Osasco. Ambos territórios localizados na cidade de São Paulo.

Nessa troca, as duas contam sobre o podcast ‘Mulheres de luta’. Criado durante a pandemia, a ideia é conectar mulheres que moram em ocupações e não podem se encontrar presencialmente. A distribuição é feita por Whatsapp.

Durante a sua fala, Naná se refere ao programa como uma ‘rádia’ e ressalta que a ideia é falar de assuntos que são fundamentais para as mulheres, como violência doméstica, machismo, educação na pandemia e racismo.

Essa foi uma forma de fazerem companhia uma para as outras e também um jeito de desabafar e lidar com o período do país em relação à crise causada pelo novo Coronavírus e outras questões sociais e políticas.

“Para mim mesmo foi muito bom, porque eu dei um surto, né [com a pandemia? Ficava com medo das coisas, de pegar ônibus, ir no mercado. Tinha medo de tudo, [pensava] que eu ia morrer. Então para mim me fortaleceu muito. A gente tem que passar nossa experiência uma para outra”, disse Naná.

__

Conversa de Portão é um podcast produzido por Nós, Mulheres da Periferia em parceria com UOL Plural. O conteúdo é disponibilizado às terças-feiras. Este episódio tem o apoio do Repórter sem Fronteiras. 

Leia também

Conversa de Portão #1: A solidariedade acabou, mas a pandemia não