“Não fiz nada o dia todo, apenas crio crianças incríveis” é o lema irônico da fotógrafa e criadora de conteúdo Andressa Reis. Ela é uma mulher preta, moradora a Baixada Fluminense no Rio de Janeiro, mãe da Maria e do Caetano e usa as redes sociais para compartilhar informações e experiências sobre maternidade real e sem filtro. Neste episódio do Conversa de Portão, ela falou sobre o tempo, ou a falta dele, e contou suas estratégias para dar conta de tudo, ou (não).

No Brasil, 92% das pessoas responsáveis pelo trabalho doméstico remunerado são mulheres, das quais 3,9 milhões são mulheres negras. Na base da pirâmide econômica, mulheres e meninas, principalmente as que vivem em situação de pobreza e pertencem a grupos marginalizados, dedicam gratuitamente 12,5 bilhões de horas todos os dias ao trabalho de cuidado.

Na conversa ela deu algumas dicas sobre gestão do tempo com criança em casa. “Eu brinco que quando perguntam “como que você dá conta de tudo?”, eu digo ‘fazendo tudo mal feito’. Mas na real, eu delego o que eu posso delegar para minha rede de apoio”

No Brasil, de acordo com dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – , enquanto as mulheres gastam em média 21 horas por semana para cozinhar, lavar, passar e organizar a casa, os homens trabalham a metade. Esse número de horas trabalhadas continua o mesmo há duas décadas. Ainda segundo a pesquisa do instituto, o casamento libera o homem do trabalho doméstico. Entre os que moram sozinhos, 92,7% cozinham e lavam louça. Mas, entre os casados, apenas 58,4% se dedicam a essas atividades.

O conversa de portão é um podcast produzido pelo Nós, mulheres da periferia em parceria com UOL Plural, publicamos novos episódios toda terça-feira. Com produção de Carol Moreno, direção musical de Sabrina Teixeira Novaes, trilha sonora e edição de som por Sabrina e Camila Borges.

Leia também

Conversa de Portão #9: música e afeto no novo álbum de Luedji Luna

Temas:

Sobre a autora:

Mayara Penina

Mayara Penina

Mayara é jornalista e moradora do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.