Pela segunda vez, o Nós, mulheres da periferia está apoiando a campanha #CarnavalSemAssédio, lançada no começo do mês pelo portal Catraca Livre.

Através do site da campanha, é possível deixar sua denúncia de assédio de forma anônima, contando o ocorrido com a maior riqueza de detalhes possível. As vítimas devem deixar alguma referência do local onde ocorreu o assédio, pois só assim será possível traçar um mapa dos lugares com maior incidência e que precisam de mais segurança.

Desejamos que todas as minas, manas e monas sejam respeitadas durante as festas, que não sofram assédios, e que as brincadeiras não sejam motivos para machismo, racismo e homofobia.

Por isso, preparamos uma a lista dos bloquinhos que acontecem nas periferias de São Paulo. Boa diversão! 🙂

Galeria

Zona leste

Cordão da Dona Micaela na Penha
4 de fevereiro, domingo, às 14h

O cordão tem como homenageada a parteira Dona Micaela Vieira, que na virada do século XIX para o XX exerceu a função de parteira no bairro Penha de França. Na Penha, Micaela ganhou o nome da praça localizada no inicio da Av. Amador Bueno da Veiga, um dos poucos casos de pessoas negras presentes em nomes de ruas na cidade, sendo o local onde o cordão terminará seu percurso.

Concentração: Igreja do Rosário dos Homens Pretos da Penha

Bloco Na Labuta
4 de fevereiro, domingo, às 14h

Concentração:  Av Paranaguá, 2088

Desfile do Cordão Sucatas Ambulantes
12 de fevereiro, segunda, às 15h

O Cordão Folclórico de Itaquera Sucatas Ambulantes é um grupo de pesquisa e valorização da cultura popular paulista que confecciona Bonecos de Rua e estuda ritmos com foco principal no samba de bumbo.

Concentração: Av. Prof. João Batista Conti, 1271 – Conj. Res. Jose Bonifácio

Carnaval de Rua de São Miguel Paulista
13 de fevereiro, terça-feira, às 13h

Programação de Carnaval de rua com vários blocos organizado pela Prefeitura de São Miguel.


Zona norte

Cordão Carnavalesco do Congo
4 de fevereiro, domingo, às 14h

Com o tema Futebol de Várzea e Batucada – Alegria da Quebrada, o Cordão do Congo homenageia o futebol de várzea da região.  A marchinha deste ano foi composta por Joel Diamante, Fernando Ripol e Nado Vila Maria.

Concentração: R. Raulino Galdino da Silva, altura do nº 300, Jardim Monte Alegre.


Zona sul

Bloco do Beco
10 de fevereiro, sábado, às 14h

Realizado desde 2002, o Bloco do Beco já é uma tradição no Jardim Ibirapuera, na zona sul. Este ano terá como atrações o bloco Afro É Di Santo.

Concentração: R. Salgueiro do Campo, Jardim Ibirapuera.

Bloco Va Toma Na Cupecê
4 de fevereiro, domingo, às 16h

Haverá food trucks, churrasco, e bateria de carnaval formada por crianças.

Concentração: Av. Cupecê, 1464


Zona oeste

CarnaBronks
4 de fevereiro, domingo, às 16h

Bloco tradicional da Cohab de Taipas

Concentração: João Amado Coutinho, 1009. (Próximo a escola Brigadeiro Eduardo Gomes)


ABC

Bloco da moça
9, 11 e 13 de fevereiro, às 13h

Em 2014 jovens artistas da cidade de Diadema juntaram-se para promover carnaval de rua através de um bloco. A ideia surgiu do artista plástico Magosh Santiago, que convidou o percussionista Fábio Olí e Jhones Costa os três convidaram mais alguns amigos e fundaram o Bloco da Moça. O nome Bloco surgiu em homenagem a principal praça da cidade, praça da moça. É o quinto Carnaval do Bloco.

Confira aqui os detalhes.

Temas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *