Contar nossas histórias é uma forma de curar as que foram silenciadas

A doula Edite Neves conta nesse texto as histórias das mulheres que vieram antes dela e reflete sobre a importância da memória e oralidade para a acolhida e cura das mulheres negras.