Por Redação | 30/09/2020

Negros e negras representam 55,9% da população brasileira. Entretanto, uma pesquisa do Instituto Ethos, divulgada em 2016, mostrou que somente 4,7% dos cargos executivos das 500 maiores empresas brasileiras são ocupados por profissionais negros.

Segundo o PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), as mulheres negras constituem o maior grupo populacional do país (25,3%), porém ocupam somente 0,4% dos altos cargos nas empresas. Segundo um levantamento feito pelo IBGE em 2018, 68,6% das pessoas em cargos gerenciais em empresas eram brancas e 29,9% eram pretas ou pardas.

Para refletir sobre esse cenário, o Ministério Público do Trabalho, em parceria com o Pacto Global da ONU realiza o encontro virtual Afro Presença, de 30/9 (quarta-feira) a 2 de outubro. Gratuito, as inscrições do evento estarão abertas durante os três dias.

O evento, 100% online e gratuito, é voltado para a inclusão de jovens negros e negras universitários no mercado formal de trabalho. As e os participantes terão acesso a vagas de emprego, compartilhamento de currículos com empresas, oficinas de capacitação, palestras e debates.

Nos três dias de evento acontecem oficinas de recursos humanos, painéis com universidades, empresas, agências de publicidades e escritórios de advocacia, além de promoção de debates com a sociedade sobre o mercado de trabalho onde negras e negros precisam ser inseridos, com o apoio de entidades, organismos internacionais e nacionais.

De jornalismo à autoestima 

A programação é composta por um amplo leque de assuntos. A jornalista Semayat Oliveira, sócia cofundadora do Nós, mulheres da periferia, será mediadora da mesa “Grandes Veículos” para refletir sobre a presença negra nas redações.

Para ela, o evento coincide com um momento muito importante de crescimento das mídias independentes criadas pela população negra e periférica. “Isso é revolucionário para que, ao longo do tempo, possamos criar nossos próprios espaços além de integrar espaços midiáticos já criados na história da comunicação e jornalismo no Brasil”, aponta.

Já a criadora de conteúdo e empresária Ana Paula Xongani, estará na mesa ‘Estética como Identidade’, que traz a beleza e a autoestima como tema principal.  Para ela,  falar sobre beleza é também falar sobre um denominador e um lugar social.

“Neste contexto, discutir beleza negra é questionar esses lugares, é construir um imaginário positivo,  trazer novos temas pra essa arena e, assim, contribuir com todas as outras áreas do ativismo negro”.

Promoção da diversidade

Para além da questão da comunicação, o evento também irá trazer discussões acerca da gestão de pessoas, economia, direito, publicidade, entre vários outros, além de indicar em todas as mesas 10 caminhos para a inclusão da população negra e combate ao racismo no mercado de trabalho:

1 – Busca ativa dos candidatos negras e negros: Garantir a existência desses candidatos em todas as etapas dos processos seletivos

2 – Parcerias com entidades/empresas que facilitem as estratégias de equidade racial da empresas.

3 – Participação de profissionais negras e negros em todas as etapas dos processos seletivos, desde a operação até tomadas de decisão.

4 – Manutenção de instâncias internas dedicadas à estruturação/coordenação/execução da política de equidade étnico-racial da empresa, com a participação de pessoas negras.

5 – Investimento na contratação e progressão na carreira de  jovens negras e negros universitários.

6 – Conscientização de gestores, RH e de seu quadro funcional sobre o valor da diversidade racial.

7 – Envolvimento da direção e alta liderança na realização da política de igualdade racial.

8 – Realizar contratações de estagiários, trainees e cargos efetivos.

Programação

30/09
A programação englobará os temas de: racismo estrutural empresarial, universidade e inclusão, escolhe profissional e ferramentas de autoconhecimento, jornalismo, marketing, artes cênicas, educação física, relações internacionais, economia, farmácia, ciência, combate ao racismo no futebol, impacto da crise de COVID-19 para a população negra, letramento racial, entre outros.

01/10
A programação englobará os temas de: advocacia, turismo, , gastronomia, mercado de luxo, indústria química, telecomunicações, tecnologia, mitos e verdades em processos seletivos, , como usar o LinkedIn, políticas de ações afirmativas, entre outros.

 02/10
A programação englobará os temas de: saúde, expoentes negros na medicina, , engenharia e construção, arquitetura e urbanismo, agronegócio, , RH, indústria, igualdade de oportunidade e estratégias para combater o racismo institucional, LGBTQ+ sob a perspectiva negra e um show de encerramento.

Evento Afro Presença

Qua 30/09/2020 às 09:00 até Sex 02/10/2020 às 21:00

Virtual

Mais informações: http://afropresenca.com.br/

As informações acima são de responsabilidade do organizador do evento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Temas: