Conhecido por seu histórico de lutas, o bairro de Perus, na região noroeste de São Paulo,  sedia, de 25 a 30 de junho, a 3ª Semana de Direitos Humanos – afirmando um território de direitos, com uma programação repleta de rodas de conversa e atrações artístico-culturais gratuitas.

Organizada pela Comunidade Cultural Quilombaque, a semana procura evidenciar as mais diversas formas de violações dos direitos humanos no território periférico e também fortalecer iniciativas que buscam fortalecer a história, memória e identidade das populações periféricas.

Nesta quinta-feira (28), acontece o Sarau D’Quilo com o tema “Migrantes e Refugiados”, na Biblioteca Padre José de Anchieta, que contará com a presença de refugiados que irão contar sobre sua experiência ao chegar no bairro e quão fundamental foi acolhimento por meio da educação, no CIEJA Perus.

Na sexta-feira (29), às 19h, uma roda de conversa sobre genocídio da juventude preta traz como convidada Érika Malunguinho, do Aparelha Luzia, DJ KL Jay, do grupo de rap Racionais Mc’s e Bruno Ramos, da Liga do Funk, com mediação da Rede de Proteção e Resistência ao Genocídio.

Roda de conversa na Comunidade Cultural Quilombaque

Crédito: Gica Muller

Dentre as diversas atividades promovidas durante a semana, recebe destaque também a Trilha Ditadura Nunca Mais, que acontece no sábado (30), partindo da sede da Quilombaque, às 10h, rumo ao Cemitério Dom Bosco, para uma visita à vala comum onde foram enterrados os presos políticos no período da Ditadura Militar no Brasil. Na sequência, a trilha seguirá para o Museu da Resistência, o antigo DOPS.

Ainda no sábado, às 19h, a Quilombaque realiza o fechamento da semana com apresentações da rapper Preta Rara, do grupo Forró di Muié, do cantor Salloma Salomão e desfile performático do projeto Afronte Empodere-se, que busca fortalecer a identidade preta dos jovens da região.

Nos dois primeiros dias de evento, dezenas de pessoas já passaram pela Quilombaque para participar de conversas sobre cultura, memória e direito à terra quilombola e indígena. Veja abaixo a programação completa e as transmissões das conversas na página da Quilombaque.

3° Semana de Direitos Humanos"Afirmando um território de Direitos!"Waldir Dicá, Maria Helena Embaixatriz, Binho e CarolComeçando hoje!

Publicado por Quilombaque Perus em Segunda, 25 de junho de 2018

Programação completa

28/6 (quinta-feira) | das 19h às 22h
Sarau D’Quilo – Migrante, Imigrante e Refugiados
Com participação do CIEJA Perus para contar sobre a experiência de acolhimento junto aos refugiados em Perus.   
Local:
 Biblioteca Padre José de Anchieta, 651, próximo à Av. Dr. Silvio de Campos, centro de Perus

Programação completa

29/6 (sexta-feira) | às 19h
Bate-papo sobre genocídio da população preta    
Local:
 Comunidade Cultural Quilombaque (Travessa Cambarativa, 5, ao lado da estação de trem de Perus)

30/6 (sábado) | às 10h
Trilha Ditadura Nunca Mais
Com participação do CIEJA Perus para contar sobre a experiência de acolhimento junto aos refugiados em Perus.   
Local:
 Biblioteca Padre José de Anchieta, 651, próximo à Av. Dr. Silvio de Campos, centro de Perus

30/6 (sábado) | às 10h
Trilha Ditadura Nunca Mais
Visita à Vala Comum, no Cemitério Dom Bosco de Perus, e visita ao Museu da Resistência, antigo DOPS.  
Local:
 saída às 10h, na Comunidade Cultural Quilombaque

30/6 (sábado) | às 19h
Festa – Cultura de Resistência

Local:
 Comunidade Cultural Quilombaque (Travessa Cambarativa, 5, ao lado da estação de trem de Perus)

3ª Semana de Direitos Humanos

Seg 25/06/2018 às 19:00 até Sáb 30/06/2018 às 00:00

Comunidade Cultural Quilombaque

Travessa Cambaratiba, 5, ao lado da estação de trem de Perus (Linha 7-Rubi da CPTM) - São Paulo -

Temas:

Local da notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *