O 21º curso de Promotoras Legais Populares, da União de Mulheres do Município de São Paulo, está com inscrições abertas até o dia 30 de novembro,  e oferecerá atividades extras de visitas a algumas instituições de acesso à justiça, como a Delegacia da Mulher, a Defensoria Pública, o Hospital Pérola Byington, um Centro de Referência da Mulher, uma casa abrigo, entre outras.
De acordo com a União de Mulheres do Município de São Paulo, o objetivo do curso é ser um espaço para mulheres conhecerem seus direitos e trocarem ideias e experiências. “Esperamos que esta seja novamente uma oportunidade para levar para as participantes comprometidas com as questões de cidadania e direitos humanos das mulheres, o conhecimento necessário para atuar no cotidiano na defesa e promoção desses ideais”.
O curso acontecerá ao longo do ano de 2015, aos sábados, das 9h às 13h.  O início das aulas estão previstas para o mês de fevereiro e o local das aulas ainda será determinado, mas geralmente acontecem em instituições parceiras no Centro de São Paulo. Para receber a certificação é obrigatória a presença em pelo menos 70% das atividades.
Para se inscrever é necessário preencher uma ficha de inscrição e o questionário abaixo que deverão ser enviados para faleconosco@uniaodemulheres.org.br
Ficha de Inscrição para o 21º Curso de Promotoras Legais Populares
Nome:
Endereço:
CEP:
Bairro:
Telefone:
E-mail:
Profissão:
Estado Civil:
Cor:
Idade:
Como soube do Curso:
Questionário
Quais são seus objetivos em participar do 21º Curso?
Você poderia levantar a situação e as necessidades das mulheres próximas a você e com as quais pretende atuar?
Quais as instituições que você conhece e no que elas podem atuar para responder as necessidades das mulheres?
Você participa de algum movimento social? Quais e por que?
Como você percebe as relações entre mulheres e homens que vivem próximos a você?
Como as mulheres têm desempenhado o seu papel social no seu espaço de convivência?
Como as pessoas no seu local de atuação (trabalho, moradia, escola, etc) pensam a respeito das mulheres?
Você gostaria de participar de uma organização feminista, autônoma como a União de Mulheres de São Paulo?
Se gostaria, como seria sua participação?
Tem alguma proposta a ser encaminhada para a União de Mulheres de São Paulo? Ou prefere conhecê-la melhor?
Você quer incluir mais algum comentário ou informação?
Observação: procure responder as perguntas. Se não for possível, escreva sobre suas dificuldades em respondê-las. Se quiser fazer perguntas também, fique à vontade.
cropped-CabeçalhoPromotoras_04-1